PAISAGENS SONORAS AMAZÔNICAS NA OBRA DE ARNALDO REBELLO

 

PAISAGENS SONORAS AMAZÔNICAS NA OBRA DE ARNALDO REBELLO

 

Autor(a): João Gustavo Kienen.

Orientador(a): Profª. Drª. Rosemara Staub de Barros.

 

Resumo: A Amazônia interpretada por Arnaldo Rebello no conjunto de sua obra é parte importante da produção musical da região norte do Brasil. As ocorrências científico-interpretativas da música na Amazônia são ainda uma carência significativa do ponto de vista da história da música. Com intuito de identificar as ocorrências de Amazônia na obra de Arnaldo Rebello, procedemos a catalogação da produção composicional para piano, elencamos as canções, e localizamos as atuações deste compositor como pianista, professor, divulgados da música brasileira. A compreensão do estado do campo e do habitus no qual interagiu o compositor foi a base teórico-metodológica para o desvelamento das redes de opções composicionais e concepções amazônicas construídas a partir do social. Das múltiplas interpretações de Amazônia analisamos o repertório pianístico, localizando sonoridades, pessoas e paisagens no qual o compositor foi influenciado. Com também as influências do cenário musical à época composto especialmente pelas bandas de metais de Manaus do início do século XX e da intensa atividade pianística coeva. Concluímos que essa Amazônia sinestésica é muito presente neste repertório, as sonoridades, cores, sabores e sons, bem como as relações de sociabilidades de Arnaldo Rebello, presentes nos títulos, nas dedicatórias, e especialmente nas sonoridades que são apresentadas, bem como a sua colocação no campo musical e nas variadas instâncias de validação.

 

Palavras Chave: Amazônia, Interpretação Simbólica, Música, Arnaldo Rebello.

 

VISUALIZAR DISSERTAÇÃO