Educação de jovens e adultos: uma análise das expectativas dos alunos finalistas da escola Monteiro Lobato em Roraima no ano de 2012, quanto à continuidade dos estudos da educação superior

 

 

Autor(a): Valdiná Franco / MINTER

Orientador(a):  Prof.ª Dr.ª Heloísa Helena Corrêa da Silva

 

 

Resumo

 

Este trabalho analisou as expectativas dos alunos que concluíram o Ensino Médio pela modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e os motivos que os levaram a não
continuidade dos estudos na educação superior. A pesquisa envolveu alunos concluintes em 2012, os professores da Escola Estadual Monteiro Lobato em Boa Vista Roraima, os alunos que terminaram a educação básica pela EJA e já estão na educação superior, e finaliza com a assessora da divisão de Educação de Jovens e Adultos - DIEJA em Roraima. A natureza desta pesquisa foi qualitativa com os procedimentos metodológicos de entrevistas semiestruturadas usando a observação participante. Como instrumental usou-se o questionário. Como resultado dessa investigação surgiram a marginalização, o despreparo dos professores da EJA e a vida laboral desses alunos como fatores que dificultam a continuidade na educação superior. Identificou-se como ocorreu a formação educacional no ensino médio destes alunos nos dezoitos meses, a metodologia dos professores, suas dificuldades em conciliar trabalho e estudo constituem os objetivos secundários. As categorias trabalhadas foram: Trabalho, Educação e Cultura. Essas três categorias analisadas estão imbricadas com os sujeitos que foram investigados e os pontos que emergiram deste trabalho foram a marginalização que sofrem os alunos da EJA na educação básica e que os acompanha na universidade, o despreparo do professor dessa modalidade, a dificuldade dos professores das ciências da natureza em relacionar os conhecimentos que os alunos da EJA levam para a sala com o saber teórico que a escola ministra, a dificuldade de estudos pelos alunos da EJA em função da atividade profissional. Estudar além dos conteúdos repassados em salas de aulas é condição indispensável para o ingresso no ensino superior, tanto para os ex-alunos da EJA, como para
os que são finalistas do Ensino Médio. O ingresso dos alunos da EJA no ensino superior é fato novo nessa modalidade, que sempre esteve associada à alfabetização, agora toma outra configuração com a ida desses alunos para as universidades.

 


Palavras-chave: Educação; Trabalho; Cultura.

 

 

VISUALIZAR DISSERTAÇÃO